quinta-feira, 24 de março de 2011

informação


O Barco de Fundo Chato


Se você é construtor iniciante e pretende navegar em águas abrigadas nada mais apropriado ou aconselhável de construir do que um barco de fundo chato. A vantagem é a facilidade de construção, o tempo de execução que é bem menor do que o necessário para construir um fundo em V do mesmo porte, e menor custo. A isto junta-se a estabilidade, boa navegabilidade em águas calmas e o acesso a praias com pouca profundidade devido ao pequeno calado. Podem ser equipados com remos, motor ou vela, sendo neste último caso construidos com bolina móvel. Quanto ao desenho, tem normalmente deslocamento leve , casco relativamente estreito em proporção ao comprimento e curvatura do fundo suave tanto em direção à proa como à popa.
O princípio de construção é bastante simples : juntam-se duas peças que irão constituir as laterais do barco na roda de proa, em seguida fixa-se a caverna central - esta peça poderá permanecer incorporada ao barco ao final da montagem ou se prestar apenas como molde ou gabarito da seção com o objetivo de dar forma ao casco. As peças laterais são então aproximadas na popa umas das outras de modo a serem fixadas no espelho de popa. Após esta operação, basta fixar o tabuado do fundo. O barco estará praticamente pronto, restando apenas, se for o caso, instalar o motor interno, colocar as ferragens e efetuar a pintura.
A construção também pode ser feita pelo método tradicional, fixando as cavernas em um estrado, fixando os paus das quinas e preparando a estrutura para receber a forração do casco. Porém é muito mais fácil traçar as laterais do casco no próprio compensado que vai ser utilizado para esse fim e em seguida montar o conjunto como descrito anteriormente. Se a lateral do casco é uma peça em forma de retângulo com os lados paralelos é tudo muito simples, mas se você for construir um fundo chato com desenho mais elaborado, com o costado desenvolvido em formato próprio, o traçado da lateral deve ser obtido a partir da confecção de um modelo em escala reduzida, de modo que as linhas do desenho sejam exatamente aquelas do projeto considerado. O modelo pode ser feito em meia boca, já que não há necessidade do casco inteiro, a não ser que se deseje ter o barco em escala como peça decorativa ou outro fim. Essa forma de construção, a partir do forro das laterais, se aplica melhor aos barcos de menor porte e com casco de compensado.
Acesse os sites a seguir e veja a elegância e simplicidade de construção dos modelos apresentados.
  • Light Schooner
    Escuna de construção leve, fundo chato, 7,16 m de comprimento, boca 1,50 m. Passo-a-passo da construção do modelo projetado por Philip C. Bolger, com planos reduzidos no livro Build the New Instant Boats, autor Harold "Dynamite" Payson (veja o sumário na seção "Livros").
  • Wacky Lassie
    Barco a remo de fundo chato, de construção rápida, 3,50 m de comprimento, boca 0,76 m. Passo-a-passo da construção que tem como característica os lados em painéis retos (largura de 28 cm) com ângulo constante.
  • Construção em madeira/epoxi pelo Westsystem
Leia tudo sobre os barcos de fundo chato, construção, desenho,etc, em:
THE SHARPIE BOOK
Reuel B. Parker
International Marine
P.O. Box 220
Camden,ME 04843-USA

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário